10 benefícios da uva para os bebês

Tempo de leitura: 3 minutos

Embora alguns tipos tenham um sabor mais cítrico, as uvas sem caroço devem ser incluídas no cardápio dos bebês e seu consumo diário faz muito bem para a saúde dos pequenos.

Conhece os benefícios de incluir a uva na dieta de seus filhos? Ainda não? Tudo bem.

Preparamos um texto com dez benefícios que vão convencê-la a incluir agora mesmo a uva no cardápio dos bebês.

Protege o coração

Com alta concentração de vitamina C, a uva é um excelente antioxidante, e protege o coração dos efeitos perigosos do acúmulo de gordura nas paredes de suas artérias e também melhora a circulação de sangue no organismo, prevenindo doenças cardíacas.

Protege o sistema nervoso

Rica em resveratrol, o consumo regular de uva faz muito bem ao sistema nervoso.

Além de proteger contra o surgimento de doenças neurológicas que podem afetar os bebês quando eles se tornarem adultos, a uva ajuda a aumentar a velocidade das respostas do cérebro e o desenvolvimento cognitivo.

Ou seja, os bebês que comem uvas regularmente têm seu desenvolvimento mental acelerado, aprendendo mais rápido.

Protege a pele contra os efeitos danosos dos raios solares

Para as crianças, o sol (até às dez da manhã) é um grande aliado na síntese da vitamina D.

Mas, além desse horário, ele pode fazer muito mal à pele, aumentando as chances de que apareçam cânceres de pele depois de uma certa idade.

Por isso, os bebês que consomem uvas estão mais protegidos contra os efeitos perigosos do sol sobre sua pele.

Protege contra o diabetes

Embora algumas mães acreditem que o diabetes é uma doença de adultos, estamos vendo cada vez mais crianças sofrendo desses males.

Com diversos compostos minerais e vitaminas, a uva ajuda a controlar as taxas de glicose no sangue, reduzindo o risco de que as crianças se tornem diabéticas ainda na infância.

Combate inflamações

As propriedades antioxidantes da uva ajudam a prevenir inflamações em células e tecidos.

Essas inflamações, quando ocorrem, podem evoluir para doenças que, nos pequenos, podem ser graves caso não tratadas a tempo.

Combate infecções

Os fitonutrientes presentes na uva ajudam a impedir que microorganismos atuem sobre o corpo dos bebês, prevenindo o aparecimento de infecções e ajudando o corpo a lidar com elas, caso apareçam.

Fortalece os ossos

Rica vitamina K e flavonoides, dar uvas sem caroço aos bebês ajuda a fortalecer os ossos dos pequenos.

Esse fortalecimento é importante para prevenir fraturas durante as quedas comuns dos primeiros passos.

Previne a anemia

A uva é uma fruta rica cobre, composto que não só facilita o transporte de oxigênio no sangue, ajuda na fixação do ferro nas hemoglobinas.

O bom nível de ferro no organismo impede o surgimento de anemias.

Fortalece o sistema imunológico

Rica em vitamina C, a uva ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

Esse fortalecimento é muito importante, pois as defesas dos bebês estão sendo construídas durante o período de introdução alimentar.

Previne o aparecimento de câncer

Consumir uvas regularmente dificulta o surgimento dos mais diversos tipos de câncer.

Informações indispensáveis para o preparo de papinhas

Para garantir uma introdução alimentar segura e nutritiva, alguns outros detalhes são super importantes:

  • A escolha de uma panela que não libere metais pesados
  • A utilização de potes livres de contaminantes
  • A forma correta de armazenar as papinhas
  • O congelamento e descongelamento correto, para preservar os nutrientes
  • Os temperos corretos
  • A higienização e remoção dos agrotóxicos

Se você não quer correr riscos com seu bebê, aconselhamos que conheça o Manual das Papinhas, onde, além de ter acesso a 100 receitas práticas, você vai aprender todos os detalhes para garantir uma introdução alimentar super segura e nutritiva.

O_Manual_das_Papinhas_3ª_edicao

Acesse o Manual das Papinhas e garanta a saúde do seu bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *