Intolerância à lactose ou APLV

Tempo de leitura: 3 minutos

Neste artigo você vai aprender a diferença entre intolerância à lactose e APLV e vai entender porque o leite de vaca é inadequado para o organismo humano.

Quem participa de alguns desses fóruns de bebês na internet, já deve ter se deparado com algumas mães dizendo que seu bebê possui APLV.

A sigla APLV significa alergia a proteína do leite de vaca.

Existem alguns casos de bebês que, apesar de não possuirem esta alergia, apresentam sintomas parecidos. Estes casos são definidos como intolerância à lactose.

Embora sejam duas coisas bem diferentes, os sintomas podem ser confundidos. Somente o pediatra de sua confiança poderá diagnosticar com maior precisão, realizando testes de desencadeamento, ou seja, retirando da dieta, o leite e derivados, com posterior reintrodução desses alimentos.

Sintomas da intolerância a lactose:

Náuseas, cólicas, diarréia, distensão abdominal.

Sintomas da APLV:

Vômitos, cólicas, diarréia, dor abdominal, prisão de ventre, sangue nas fezes, dermatites, problemas respiratórios (asma, chiado no peito, rinite) e emagrecimento.

A intolerância à lactose, por sua vez, é uma deficiência caracterizada pela falta, ou diminuição da lactase, enzima responsável pela quebra do açúcar do leite (lactose).

Em geral a intolerância a lactose é mais comuns em adultos. Isso ocorre porque essa enzima é produzida pelo organismo até o quarto ano de vida da criança. A partir desta idade, nosso organismo começa a diminuir a produção dessa enzima, até chegar a zerar, por volta dos nove anos de idade.

A alergia a proteína do leite de vaca costuma ser mais comum entre os bebês. O que ocorre, é que o leite de vaca é um alimento extremamente agressivo para o organismo humano.

Se formos considerar alguns estudos científicos se referindo ao leite de vaca, vamos encontrar o que talvez a indústria de alimentos não quer que saibamos.

A verdade é que este leite possui estruturas bem diferentes do leite do ser humano, porque as necessidades do bezerro são diferentes das necessidades de um bebê.

Nós humanos, somos a única espécie animal a consumir o leite de outros animais. E o que é pior, a única que continua consumindo, mesmo depois de adulta.

O Dr. Benjamim Spock, foi um médico pediatra americano muito conhecido, um de seus livros se tornou o maior best-seller dos últimos tempos, tendo sido traduzido para cerca de 40 idiomas. Ele afirmou o seguinte, quando falou sobre a relação entre o leite de vaca e a saúde infantil:

“Leite de vaca causa perda intestinal de sangue, alergias, indigestão, além de contribuir para alguns casos de diabetes juvenil.”

Veja que ele cita exatamente alguns dos sintomas de quem possui APLV, ou seja, o próprio leite é o que causa a alergia!
Os livros do  Dr. Benjamim Spock foram publicados na década de quarenta, e o triste é saber que ainda hoje existem profissionais que liberam e recomendam este tipo de alimento para bebês.

A missão de ser mãe é uma grande responsabilidade, e como tal, não deve ser terceirizada, por isso busque informações fora do lugar comum e questione sempre.

Conheça o Manual das Papinhas e aprenda como fazer papinhas deliciosas, com 100 receitas e dicas incríveis, que irão garantir uma alimentação super saudável para seu bebê.

O_Manual_das_Papinhas_3ª_edicao

Acesse o Manual das Papinhas e garanta a saúde do seu bebê.

4 Comentários

  1. Geisa peixoto

    Meu filho tem APLV 10 meses. Gostaria de saber qual leite é o mas indicado para ele?

    Responder
  2. Daniel Machado de Assis

    Esta é uma questão muito complicada, porque infelizmente – por diversos motivos – muitas mães não conseguem amamentar numa fase em que o leite ainda é o principal alimento do bebê. Ainda que as fórmulas estejam cada vez mais avançadas elas contém leite de vaca ou derivados na sua composição; e mesmo as que não contém são extremamente caras e não estão acessiveis para populações de baixa renda. Vejo muitos artigos que ‘demonizam’ leite de vaca para crianças na tentativa de valorizar o aleitamento materno (que é, inquestionavelmente, o alimento mais poderoso do mundo para a criança), mas esquecem das mães que já não conseguem realizar esta prática e ainda se sentem culpadas por isso. Fica a impressão de que alimentar o filho com este leite é o mesmo que dar veneno ao mesmo. O que fazer?

    Responder

    1. Alguns médicos renomados, afirmam que sim, o leite de vaca para humanos pode ser chamado de veneno, por vários fatores. Existem leites vegetais que são muito nutritivos, vale a pena pesquisar.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *