Muitas mamães erram fazendo o bebê dormir desta forma, veja!

Tempo de leitura: 8 minutos

As primeiras noites com um bebê recém-nascido em casa podem ser um pouco assustadoras para os pais, principalmente os de primeira viagem.

Alguns recém-nascidos, por estranhar o ambiente, costumam acordar durante boa parte da noite, e isto é extremamente desgastante para toda família.

Para fazer com que a criança durma a noite toda, principalmente depois dos três meses, que é quando o despertar noturno e os choros se tornam mais frequentes, algumas mães criam hábitos que, ao invés de facilitar que o pequeno durma a noite toda, acabam tornando isso ainda mais difícil.

Os mais populares são aqueles que ensinam que, para fazer o bebê dormir, é preciso embalá-lo ou, ainda, fazer com que a criança associe o ato de mamar no peito com o horário de dormir.

Como fazer o bebê dormir da forma correta?

Embora o sonho de muitas mães, principalmente aquelas que estão vivenciando a experiência do primeiro filho, seja que o pequeno durma a noite toda, acordando poucas ou raríssimas vezes para mamar durante a noite , isso infelizmente não acontece, principalmente com os bebês até os três meses de vida.

Nesse período, a rotina do sono ainda não está formada, então é completamente natural que as crianças acordem em vários momentos do dia (e da noite), atrás do leite materno.

É apenas a partir do quarto mês que o hábito do sono começa a se formar. Neste momento é possível regular o ciclo para que o pequeno durma a noite toda.

Muitas mães, no desespero de ver seus filhos acordando várias vezes durante a noite, e extremamente cansadas por uma sequência de noites mal dormidas (estudos indicam que os efeitos da privação de sono equivalem aos da embriaguez) apelam para praticamente tudo, e é aí que começam os problemas.

Amigos, vizinhos ou mesmo parentes mais antigos costumam vir com várias receitas para que a criança consiga dormir (e deixar seus pais dormirem) a noite inteira.

Quem nunca ouviu que a melhor maneira para um bebê dormir é a mãe ficar embalando a criança, até que ela pegue no sono?

Ou, ainda, que dar de mamar durante esse despertar noturno é o mais correto, assim ele vai entender que a hora de mamar é o momento de dormir? Muitas de vocês, arrisco em dizer.

Mas essas ideias estão totalmente erradas, pois ao invés de ajudar o bebê a dormir a noite toda, só contribuirão para reforçar essa crença de que, sem a ajuda da mãe, ele não consegue retomar o sono, aumentando ainda mais a sobrecarga para as mulheres.

Porque os bebês se sentem tão bem quando são embalados?

O útero não é um lugar tão tranquilo quanto se imagina. Além dos sons ambientes, da voz da mãe e das outras pessoas que interagem com ela ou com o próprio bebê enquanto ele está na barriga da mãe, o líquido amniótico faz com que ele não fique parado.

Embora absorva muitos dos choques que possam atingir a barriga da mãe, protegendo assim a criança, esse líquido dá uma sensação de movimento ao bebê, que se sente reconfortado com essa sensação, dormindo tranquilo enquanto está no útero.

Quando nasce, essa sensação de constante movimento desaparece. O berço é estático, sem movimento algum. Então, como forma de recuperar esse conforto e segurança que o útero lhe proporcionava, o bebê chama pela mãe que, então, começa a embalá-lo.

Se isso faz tão bem ao bebê, porque não devo seguir esse método?

Simples, porque ao fazer isso você criar no pequeno a ideia de que somente assim ele estará seguro, dificultando e muito que ele desenvolva o hábito de dormir sozinho em sua cama.

Outra técnica, que associada ao embalar, pode ser muito perigosa, é a do “charutinho”. Aqui, o bebê é embalado em uma manta, dando-lhe a sensação do espaço reduzido que ele tinha no útero.

Segundo alguns especialistas, essa técnica é muito perigosa, pois aumenta as chances de morte súbita, sobretudo em recém-nascidos.

Como fazer com que meu bebê não associe o ato de mamar ao horário de ir dormir?

Como dissemos em um trecho desse texto, algumas mães, orientadas por amigos ou parentes, deixam que os bebês adormeçam em seu peito enquanto dormem.

O que poderia parecer um momento feliz, e que aumenta ainda mais o vínculo entre mãe e filho, pode se tornar uma verdadeira armadilha se você pensar que está contribuindo para formar um hábito errado de sono na criança.

Mas calma, isso não significa que, depois dos quatro meses, você não deva mais amamentar seu filho durante as madrugadas.

O leite materno é muito importante, você deve ter escutado isso inúmeras vezes, e certamente conhece as vantagens que o aleitamento tem no desenvolvimento intelectual, na saúde, no crescimento do bebê.

O que queremos dizer é que você não deve fazer desse momento a chave para que a criança entenda que, quando mama, é hora de dormir.

É preciso impedir o surgimento desse hábito, e para fazer isso basta seguir algumas regrinhas bem fáceis, que listamos abaixo.

Retire a boca do bebê do seio assim que ele acabar de mamar

A sucção está no inconsciente dos recém-nascidos. É um movimento quase que automático. Quando a mãe aproxima a boca do bebê ao bico do seio, ele vai sugá-lo, mesmo que não tenha mais leite ali, ou que ele não esteja com vontade de mamar, e é aí que mora o problema.

Quando você permite que o bebê mantenha esse hábito, de sugar seu peito até adormecer, e permanecer assim por horas a fio, ele fará a associação entre mamar e dormir.

E, uma vez feita essa associação, acabar com esse comportamento não é uma tarefa das mais fáceis.

Como evito que meu bebê tenha hábitos errados de sono e acorde a noite toda?

Quando o bebê chora várias vezes durante a noite, embalá-lo até que ele pegue no sono ou deixá-lo no bico do seio por horas a fio, para que a mãe consiga dormir um pouco, são tentações difíceis de resistir, principalmente depois de meses de noites em claro.

Mesmo que pareçam tentadoras, essas técnicas devem ser evitadas a todo custo, sob prejuízo de que você leve anos para corrigir os hábitos de sono de seu filho (alguns estudos indicam que, quando acostumados a acordar durante as noites para pedir a atenção da mãe, as crianças só conseguem dormir sozinhas depois dos três anos).

Por isso, é importante criar uma rotina de sono, para aprender a entender o que de fato o bebê deseja quando chora, pedindo sua atenção.

Algumas crianças, quando colocadas no seio, estão apenas com sono, e não com fome. Entender essa diferença é crucial para evitar que a se crie a associação entre o estar no peito e dormir.

Como criar esse hábito de sono?

A rotina do sono completo pode ser criada com a ajuda de algumas técnicas.

Uma delas é o uso do ruído branco, quando a mãe coloca uma música delicada, reproduz o som de água caindo do telhado, por exemplo, ou mesmo canta para a criança, para que ela adormeça em seu próprio berço.

Quando a criança aprende a dormir sozinha, sem o auxílio do peito ou do embalar, a rotina dos pais se torna menos desgastante, já que eles podem descansar durante a noite.

Além disso, essa rotina é benéfica também para os bebês, já que o sono é um ponto crucial no desenvolvimento de uma criança.

Nas primeiras vezes em que você aplicar essas técnicas, ele pode não gostar, pode ficar manhoso.

Mas, assim como ele aprendeu a associar o embalar ou seu peito ao sono, aprenderá também que um ambiente adequado com um som tranquilo são convites para uma noite de descanso.

Alimentação do bebê

Um outro ponto que pode influenciar bastante a qualidade do sono dos bebês é a alimentação.

Se o seu bebê está na fase de introdução alimentar, é importante tomar cuidado com certos tipos de alimentos que podem deixar o bebê mais agitado, principalmente alimentos processados com alto índice glicêmico e cafeína.

Como esta é uma fase muito cheia de dúvidas e inseguranças, nós recomendamos que você conheça o Manual das Papinhas, onde, além de ter acesso a 100 receitas práticas e nutritivas, você vai aprender todos os detalhes para garantir uma introdução alimentar super segura e nutritiva.

O_Manual_das_Papinhas_3ª_edicao

Acesse o Manual das Papinhas e garanta a saúde do seu bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *