Papinhas de bebê: 9 receitas fáceis e rápidas de fazer

Neste artigo, você vai aprender 9 receitas de papinhas super fáceis de preparar, mas antes de apresentar as receitas, é importante que você leia as dicas que estão a seguir.

Meus erros e acertos

No início, quando minha primeira filha completou 4 meses de idade, o pediatra recomendou que eu entrasse com a oferta de papinhas doces.

Até hoje, não compreendi porquê minha filha precisou de papinhas aos 4 meses de idade!

Eu praticamente não trabalhava fora e a amamentava muito bem.

Bom, ofereci as papinhas de fruta, e quando ela completou 6 meses, comecei a oferecer as papinhas salgadas.

Mas naquela época eu não tinha a menor ideia de como preparar papinhas para bebês, e então passei a oferecer sopas batidas no liquidificador!

É muito complicado quando não temos ao nosso lado um profissional que possa nos orientar em coisas simples e básicas.

Eu misturava tanta coisa dentro daquele liquidificador para preparar as sopas, que nem posso descrever o sabor que tinham aquelas “papinhas” rsss…

Quando nasceu minha segunda filha, imaginei que ia encontrar muita coisa interessante na internet sobre como fazer papinhas para bebês.

Mas…

Para minha surpresa, não havia nenhum conteúdo de qualidade que poderia realmente me ajudar.

Encontrei papinhas preparadas com óleos inadequados e receitas com muito sal.

Sendo assim, mergulhei nesse universo de alimentação infantil, estudei, pesquisei com cuidado, testei muita coisa e acabei com todas as dúvidas que eu tinha.

Nunca precisei passar várias horas na cozinha, mas o que eu aprendi e fiz, reflete positivamente até hoje na alimentação dos meus três filhos.

Toda essa experiência, está reunida no livro que preparei com muito carinho, para que outras mães não cometam os mesmo erros que eu cometi inicialmente e que muitas continuam cometendo sem saber.

Para garantir uma introdução alimentar segura e nutritiva para seu bebê, conheça o Manual das Papinhas, um livro recheado de detalhes importantes como:

  • A escolha de uma panela que não libera metais pesados
  • A utilização de potes livres de contaminantes
  • A forma correta de armazenar as papinhas
  • O congelamento e o descongelamento correto para preservar os nutrientes
  • Os temperos corretos
  • A higienização e remoção dos agrotóxicos

Se você não quer cometer erros com a alimentação de seu bebê, aconselho que conheça o Manual das Papinhas, onde além de ter acesso a 100 receitas práticas, você vai aprender todos os detalhes para garantir uma introdução alimentar super segura e nutritiva.

Devo utilizar papinhas industrializadas?

Infelizmente, quando se fala sobre alimentação infantil, encontramos com facilidade, alimentos ricos em farinhas e açúcares, como mingaus, fórmulas e papinhas industrializadas.

Todos aparentando serem saudáveis e ricos em nutrientes.

O que a gente não vê, são pessoas questionando a eficácia destes produtos, olhando os rótulos e procurando entender o verdadeiro significado daqueles nomes difíceis que eles colocam nas etiquetas.

A verdade é que existe uma cega confiança  nesta indústria alimentícia, que com toda a sua pose de inocente, é a maior responsável pelo aumento do índice de obesidade infantil em todo o continente americano.

Por isso, não tenha dúvida, dispense completamente a ideia de utilizar papinhas industrializadas.

Porque na hora que realmente precisamos colocar a “mão na massa”, é que nos deparamos com os importantes detalhes das receitas.

E são esses detalhes, que determinam a qualidade no preparo das papinhas, garantindo que nossos filhos estejam saudáveis e bem nutridos.

Quais temperos posso utilizar nas papinhas?

É justamente na hora de iniciar o preparo das papinhas, que as dúvidas começam surgir.

Afinal, quem já não se perguntou:

Devo ou não, temperar as papinhas?

Quais temperos estão liberados para o uso nas papinhas?

Como adicionar esses temperos e quando utilizar cada um?

Esse artigo irá esclarecer essas e outras dúvidas, que serão muito úteis para você, tenho certeza disso.

Considere sempre, que papinhas devem ser caseiras, coloridas e bem temperadas.

Os únicos temperos que devem ser evitados são:

Pimenta e o sal de mesa.

Por isso, não tenha medo e abuse dos temperos frescos e das ervas que poderão deixar as papinhas muito mais saborosas e saudáveis.

Nunca utilize temperos industrializados, pois contém aditivos químicos como conservantes, sem contar o excesso de sódio.

Temperos ideais, como e quando utilizar

Abaixo fizemos uma tabela para facilitar a compreensão de cada fase.

Para papinhas de bebês com 6 meses:

TemperosComo utilizar
AlhoUtilize frito no óleo de coco para refogar os alimentos
Cebola Utilize frita no óleo de coco para refogar os alimentos
SalsinhaCozinhe junto com os legumes das papinhas
CebolinhaCozinhe junto com os legumes das papinhas
CanelaUma pequena pitada nas papinhas de frutas e/ou canela em pau no cozimento de maçãs e pêras

Para papinhas de bebês acima de 9 meses acrescente:

LouroCozinhe junto com os legumes das papinhas
Caldo de legumes caseiroUma porção nas papinhas (não utilize sempre)
Caldo de carne caseiroUma porção nas papinhas (não utilize sempre)
CoentroCozinhe junto com os legumes das papinhas
ManjericãoCozinhe junto com os legumes das papinhas
OréganoUma pequena pitada depois de pronta
AlecrimCozinhe junto com os legumes das papinhas
CravoCozinhar no meio de alguma maçã ou pêra

Para bebês acima de 11 meses acrescente:

Açafrão da terraUtilize no cozimento, uma pequena quantidade
GengibreRale no cozimento dos legumes pouquíssima quantidade
CominhoMínima quantidade no cozimento das papinhas

Bom, agora que nós já falamos sobre as bases, vamos as receitas.

1 – Receita de papinha de mamão com banana

Ingredientes

¼ de mamão

⅓ de um banana nanica

Modo de Preparo

Junte os ingredientes, amasse tudo com o garfo e sirva.

2 – Receita de papinha de manga e laranja lima

Ingredientes

1  pedaço pequeno de uma manga

½ laranja lima

Modo de preparo

Pique a manga, e passe na peneira. Retire as sementes da laranja lima, e esprema em cima da manga, misture tudo e sirva.

Observação:

Não utilize a peneira para o preparo de todas as papinhas. Utilize-a apenas em alimentos muito fibrosos como no caso da manga, e alimentos difíceis de cozinhar como a beterraba, e mesmo assim, apenas nas primeiras papinhas de seu bebê.

Quando ele completar 7 meses, dispense o uso de vez.

3 – Receita de papinha de abacate com atemoia

Ingredientes

¼ de um abacate pequeno

1 colher de sopa de atemoia

Modo de Preparo

Retire as sementes da atemoia, misture com o abacate e sirva em seguida.

4 – Receita de papinha de abacate e banana

Ingredientes

¼ de um abacate

½ banana nanica

2 colheres de sopa de leite de coco caseiro

Modo de Preparo

Amasse tudo no garfo e sirva.

Dica:

Se o bebê rejeitar essa papinha nos primeiros dias, tente substituir o leite de coco caseiro por uma colher de chá do leite de fórmula que ele já está acostumado a tomar.

Ou também duas colheres de sopa do próprio leite materno, para quem ainda amamenta.

5 –  Receita de papinha de carne com cenoura, batata, inhame e couve

Ingredientes

½ dente de alho

2 rodelas de cebola

1 colher de sopa de óleo de coco

1 colher de chá de cebolinha bem picada

1 colher de sopa de carne moída

½ batata média

½ inhame pequeno

⅓ de cenoura

1 folha de couve

Modo de preparo

Em uma panela coloque o óleo, frite o alho e a cebola.

Depois que dourar, acrescente a carne moída e refogue bem até mudar de cor.

Acrescente os legumes a e folha de couve inteira.

Tampe a panela e cozinhe por mais ou menos 15 minutos, ou até que tudo esteja bem macio.

Depois de pronto, retire a folha da couve e amasse tudo com o garfo e sirva.

Não escorra toda a água do preparo, nela está boa parte dos nutrientes, é com ela que você vai dosar a consistência da papa.

Na hora que a papinha já estiver no pratinho, acrescente um fio de azeite e sirva.

Dica: Se seu bebê já for maior de 9 meses, experimente picar a couve em pedaços bem miúdos, e cozinhar junto com os legumes.

Você também poderá preparar a couve em uma panela separada, temperando com alho.

Logo em seguida, pique em pedaços bem miúdos e coloque no prato da papinha depois de pronta.

Observação:

Se a quantidade de papinha ainda sobrar para outras refeições, separe em potes, e guarde na geladeira sem congelar.

Consumir no máximo até a jantinha do dia seguinte.

As sobras abandonadas nos pratinhos de papinhas devem ser descartadas.

6 – Receita de papinha de carne com batata, abóbora, feijão e chuchu

Ingredientes

½ dente de alho

2 rodelas de cebola

1 colher de sopa de óleo de coco

1 folha de louro

1 fatia de músculo dianteiro

1 batata pequena

1 colher de sopa de abóbora picadinha

1 colher de sopa de caldo de feijão

¼ de um chuchu pequeno picadinho

Modo de Preparo

Em uma panela coloque o óleo de coco e frite o alho e a cebola.

Coloque a carne e mexa até mudar de cor.

Acrescente os outros ingredientes e mexa até mudarem de cor.

Cubra com água fervente, acrescente o louro, tampe e deixe cozinhar por 15 minutos, ou até que tudo fique macio.

Depois de pronto, retire a carne e o louro, amasse tudo com o garfo.

Não escorra toda a água do preparo, nela está boa parte dos nutrientes, é com ela que você vai dosar a consistência da papa.

Quando a papinha estiver no pratinho de papinhas, acrescente um fio de azeite e sirva.

Observação:

Se a quantidade de papinha ainda sobrar para outras refeições, separe em potes, e guarde na geladeira sem congelar.

Consumir no máximo até a jantinha do dia seguinte.

As sobras abandonadas nos pratinhos de papinhas devem ser descartadas.

7 – Receita de papinha de frango com batata doce, brócolis cenoura e ervilha

Ingredientes

½ dente de alho

2 rodelas de cebola

1 colher de sopa de óleo de coco

1 fatia de filé de frango

3 raminhos de salsinha sem triturar

1 pitada de orégano

⅓ de uma cenoura média

1 colher de sopa de brócolis picado

½ batata doce pequena

1 colher de sopa de ervilhas congeladas (encontra facilmente em supermercados)

Modo de Preparo

Em uma panela frite o alho e a cebola no óleo de coco.

Acrescente o frango, e mexa até dourar.

Coloque todos os outros ingredientes.

Coloque água fervida até quase cobrir tudo.

Tampe e cozinhe por, pelo menos, 15 minutos, ou até que tudo esteja bem macio.

Não escorra toda a água do preparo, nela está boa parte dos nutrientes, é com ela que você vai dosar a consistência da papa

Desfie o frango, se necessário retire a salsinha.

Salpique orégano, coloque um fio de azeite e sirva.

Observação:

Se a quantidade de papinha ainda sobrar para outras refeições, separe em potes, e guarde na geladeira sem congelar.

Consumir no máximo até a jantinha do dia seguinte.

As sobras abandonadas nos pratinhos de papinhas devem ser descartadas.

8 – Receita de papinha de feijão com fubá e abóbora

Ingredientes

½ dente de alho

2 rodelas de cebola

1 colher de sopa de óleo de coco

3 conchas de caldo do feijão da casa sem tempero

1 colher de sopa de fubá

2 colheres de sopa de abóbora já cozidas

2 gotas de limão

Modo de Preparo

Quando estiver cozinhando o feijão para toda a família, retire três conchas do caldo do feijão, antes de temperá-lo.

Em uma panela frite o alho e a cebola no óleo de coco.

Acrescente o caldo de feijão com cuidado, coloque em seguida o fubá e mexa até engrossar.

Desligue o fogo e acrescente a abóbora já amassadinha com o garfo, pingue as gotinhas de limão, um fio de azeite e sirva.

Observação:

Se a quantidade de papinha ainda sobrar para outras refeições, separe em potes, e guarde na geladeira sem congelar.

Consumir no máximo até a jantinha do dia seguinte.

As sobras abandonadas nos pratinhos de papinhas devem ser descartadas.

9 – Receita de papinha de cenoura com carne moída, mandioquinha e a agrião  

Ingredientes

½ dente de alho

2 rodelas de cebola

1 colher de sopa de óleo de coco

2 colheres de sopa de carne moída

1 mandioquinha pequena cortada em rodelas

½ cenoura pequena

1 talinho de agrião

Modo de preparo

Em uma panela frite o alho e a cebola no óleo de coco.

Acrescente a carne moída e mexa até dourar.

Acrescente todos os outros ingredientes com algumas folhinhas de agrião, reserve o talinho.

Mexa até que tudo mude de cor.

Acrescente água fervendo até a metade da panela.

Tampe e espere cozinhar por 15 minutos, ou até que tudo esteja macio.

Pegue o talinho do agrião e triture com a própria faca.

Deixe bem trituradinho mesmo!

Acrescente na papinha, amasse tudo com garfo, adicione um fio de azeite e sirva.

Observação:

Se a quantidade de papinha ainda sobrar para outras refeições, separe em potes, e guarde na geladeira sem congelar.

Consumir no máximo até a jantinha do dia seguinte.

As sobras abandonadas nos pratinhos de papinhas devem ser descartadas.

O que os Médicos e Nutricionistas recomendam?

Manual das Papinhas é o livro sobre papinhas mais lido do brasil, e é frequentemente recomendado e utilizado por médicas e nutricionistas.

O Manual das Papinhas é uma leitura rápida e prática, traz informações relevantes capazes de mudar a saúde dos nossos pimpolhos. E mesmo quem não sabe cozinhar, pode embarcar nessa! Super recomendo!

Dra. Marina Nunes Machado

O_Manual_das_Papinhas_3ª_edicao

No Manual você encontra 100 receitas de papinhas super saudáveis e fáceis de preparar e muitas dicas incríveis, que vão te ajudar a evitar os principais erros que a maioria comete nesta fase.

Conheça o Manual das Papinhas e garanta uma perfeita introdução alimentar para seu bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.