Papinhas de Frutas: 7 receitas práticas e super nutritivas

Fáceis, práticas e saborosas, as papinhas de frutas para bebês, são as primeiras opções no cardápio de introdução alimentar.

Se seu bebê estiver entre o quarto e o sexto mês de vida, ele provavelmente já está pronto ou quase pronto para experimentar as primeiras papinhas.

A Sociedade Brasileira de Pediatria, recomenda que a introdução alimentar seja feita somente a partir de 6 meses, porém, em casos específicos, o pediatra pode liberar as papinhas um pouco antes.

Mudanças que acontecem no organismo do bebê

Nesse período, todo bebê começa a desenvolver características físicas que confirmam que está na hora de experimentar as primeiras papinhas de frutas.

Tudo se desenvolve:

  • Sistema digestivo
  • Boca
  • Língua
  • Pescoço
  • Rins
  • Sistema imunológico

Foi justamente por causa desse perfeito conjunto do desenvolvimento natural do bebê, que surgiu a recomendação geral de que está na hora do bebê iniciar a alimentação complementar.

Nós sabemos que esta é uma fase cheia de dúvidas e inseguranças, por isso preparamos um guia absolutamente completo com 100 receitas de papinhas doces e salgadas.

O que fazer quando o bebê rejeita as papinhas de frutas

Ter um bebê que rejeita as primeiras papinhas, é a experiência de pelo menos 78% das mães durante o período da introdução alimentar.

Se seu bebê rejeita as papinhas, não se desespere.

É preciso ter uma pouco de paciência.

Para o processo ser positivo, as primeiras papinhas de frutas devem ser servidas despretensiosamente.

Nas primeiras papinhas o bebê irá ser despertado para conhecer novas texturas

Mesmo que as papinhas sejam preparadas sem grandes temperos, o bebê irá conhecer novos sabores e aromas.

Não se preocupe. Uma coisa de cada vez.

Toda papinha que for oferecida e rejeitada tem sua parcela positiva de colaboração.

Como assim?

Querendo ou não, as primeiras colheradas já estão fazendo alguma diferença no cérebro de seu bebê, ele percebe e identifica que vem coisa nova por aí.

Tentar oferecer de tempo em tempo, nunca será tempo perdido.

Sinais de que seu bebê não está interessado em papinhas.

Você saberá que seu bebê não está interessado nas papinhas, através dos seguintes sinais:

  • Cerrar os lábios
  • Virar o rosto
  • Bater ou empurrar a colher
  • Chorar com bastante irritação

Nesses casos você pode esperar mais alguns dias antes de começar a oferecer novas papinhas.

Espere uma semana, e tente novamente.

Mas, se seu bebê tiver as seguintes reações nas primeiras papinhas:

  • Aceita a papinha, mas se alimenta fazendo cara feia
  • Aceita a papinha, mas cospe quase tudo
  • Aceita a segunda colherada mesmo após as duas reações acima

Nesse caso, o ideal é continuar oferecendo as papinhas diariamente, mesmo que sejam aceitas apenas duas ou três colheradas.

Inicie com papinhas de frutas uma vez por dia.

Depois de duas semanas acrescente na jantinha, as papinhas de frutas.

Aumentar gradativamente a oferta de papinhas, ajuda na adaptação mais rápida do intestino.

Este “segredo” vai fazer seu bebê aceitar todas as papinhas

Todos os bebês, independentes de estarem na fase das papinhas, se sentem seguros quando estão habituados com sua rotina diária.

Depois do colinho da mamãe, a rotina é a maior segurança que um bebê pode experimentar durante seus primeiros meses de vida.

Temos que considerar que para um bebê, todos os dias são recheados de aprendizado e excitação.

O apego pela rotina é uma forma de aliviar o “caos” diário dessas informações e aprendizados.

Qualquer mudança inesperada, seja a chegada de um irmão ou uma viagem qualquer, pode gerar um desconforto para os bebês.

Mas você pode estar pensando:

O que a rotina tem haver com as primeiras papinhas, se a gente sabe que vai mudar tudo mesmo?

A resposta é:

Uma mudança de cada vez, ou seja:

Não use o cadeirão para as primeiras papinhas

É natural, e acredito que faça parte da expectativa de toda mãe, querer ver seu bebê experimentando as primeiras papinhas no cadeirão.

Afinal, você se preocupou em comprar o cadeirão para o momento tão esperado de oferecer as primeiras papinhas de frutas para o bebê.

Agora pense:

Onde seu bebê está acostumado a passar boa parte do dia?

  • No carrinho
  • No bebê conforto
  • No colo

Eis aí um segredo que pode ajudar muito:

Uma coisa de cada vez.

Ofereça as primeiras papinhas exatamente no local que ele já está acostumado a passar uma boa parte do seu tempo. 😉

Entenda que quando você estiver acrescentando algo novo na rotina seu bebê, você deve manter fixa o máximo da rotina que está ao seu redor.

Uma primeira oferta de papinhas, por exemplo, não significa apenas uma mudança.

As primeiras papinhas são acompanhadas por várias mudanças.

  • Novos Sabores
  • Novas texturas
  • O desconforto da colherinha, pra quem só conhecia bicos
  • Cadeira de alimentação
  • Mudanças intestinais

Se você ainda juntar tudo isso com uma ligeira ansiedade que a própria mãe pode passar para os filhos durante o início da introdução alimentar, dá para entender porque muitos ficam tão irritados e demonstram não estarem preparados para a nova rotina.

É importante lembrar também que estamos falando sobre as primeiras papinhas de frutas para bebês 

Por isso, um detalhe importante é:

Assim que seu bebê aceitar bem as papinhas de frutas, e você perceber que ele está tranquilo, e que está sendo mais fácil do que você imaginou, então:

Inicie imediatamente o uso do cadeirão.

Ele é um elemento importante para que tudo fique no seu lugar desde cedo.

O bebê precisa saber que o lugar das papinhas é no cadeirão.

Sendo assim, será muito mais prazeroso realizar almoços e jantares em família, com a certeza de que ele já está adaptado a essa nova realidade.

Envolvendo o Bebê no ambiente de alimentação da família

Sempre que possível, o almoço e o jantar devem ser realizados em família.

Uma pesquisa realizada pela Literacy Trust, no Reino Unido, identificou que as crianças que fazem suas refeições diárias com a família, se tornam mais confiantes.

Isso acontece porque quando todos estão juntos à mesa, existe um olho no olho.

E é nesses momentos que a criança começa a participar das conversas e fazer perguntas.

É também dessa forma que os pais podem encontrar a oportunidade de ensinar muitas outras coisas, como:

  • Se comportar durante as refeições
  • Mastigar da forma correta
  • Experimentar de tudo um pouco
  • E o melhor de todos: desenvolver o diálogo em família

Sim, esses momentos são mesmo poderosos.

E não pense que a hora das papinhas não tem nada haver com isso, porque tem sim.

Principalmente se houver outra criança à mesa.

Bebês estão sempre observando, e aprendendo.

Nada melhor do que desenvolver esse hábito desde cedo.

Por isso, cultive esse momento e se esforce para mantê-lo diariamente.

O açucar das papinhas de frutas

 As frutas já são naturalmente doces.

Algumas possuem um índice glicêmico bastante elevado, por isso, não é recomendado desprezar fibras na hora de servir as papinhas de frutas para seu bebê

E por esse mesmo motivo, no Manual das Papinhas, nós não recomendamos nem mesmo os sucos de frutas

A frutose, que é o açucar da fruta, não é nada diferente do açucar branco ou escuro que nós conhecemos.

Afinal, o açucar branco e o mascavo são extraídos de um alimento natural: a cana de açucar, e nem por isso deixam de ser os vilões de todas as mesas.

O fato de o alimento ser algo natural, não significa que ele fará parte do preparo de papinhas saudáveis.

Muito pelo contrário…

Veja o mel, por exemplo, que se consumido por bebês antes de um ano de idade, pode causar uma doença séria chamada botulismo.

Nunca dê mel para o seu bebê em hipótese alguma antes que ele complete o primeiro ano.

Mesmo após o primeiro ano, consulte o pediatra quando for oferecer mel pela primeira vez, afinal, cada bebê tem um histórico diferente de desenvolvimento, e o profissional que o acompanha sabe de detalhes que podem fazer toda a diferença.

Como o surgimento do botulismo está totalmente ligado com a imaturidade do sistema imunológico do bebê, é melhor não arriscar.

Nunca adoce as papinha de frutas para bebês

Perceba que para o bebê tudo é novo.

De qualquer forma ela vai estranhar o sabor das papinhas.

Essa percepção do bebê não está relacionada ao tempero das papinhas.

Já aprendemos aqui, que são vários os aspectos que são responsáveis pelas carinhas azedas das primeiras colheradas.

Mas…

Se você fizer muita questão de tentar “adoçar” uma papinha de fruta, a dica é:

Utilize a própria fruta.

Exemplo

  • Misture um pedaço de banana nanica
  • Gotinhas de laranja lima
  • Gotinhas ou colheradas de leite de coco caseiro
  • Caldo de Mangas muito maduras

Últimas dicas importantes para a fase das primeiras papinhas

  1.  Não se esqueça de amamentar seu bebê três horas antes de oferecer as papinhas de frutas pela primeira vez.
  2. Ofereça papinhas de frutas com o maior aproveitamento possível das fibras, isso irá colaborar com o correto funcionamento do intestino de seu bebê, e a perfeita absorção da frutose pelo organismo.
  3. Se você quer aprender o processo de introdução alimentar de forma prática e livre de erros, clique aqui para conhecer nosso guia completo.

7 Receitas de papinhas de frutas básicas, práticas e muito nutritivas

Estas papinhas de frutas são indicadas para bebês de 6 meses.

Em casos específicos, alguns pediatras liberam as papinhas para bebês de 4 meses.

Converse com seu médico antes de oferecer qualquer alimento para seu bebê.

Para o início, a dica é:

  • Comece com frutas mais básicas.
  • Não tente fazer receitas que misture muitas frutas
  • Opte por receitas simples e práticas.

1 – Papinha de mamão com banana nanica

Ingredientes

¼ da metade de um mamão

⅓ de um banana nanica

Modo de preparo

Junte o mamão e a banana, amasse tudo com o garfo. Certifique de que não deixou nenhum pedaço maior, e sirva.

2 – Papinha de manga  

Ingredientes

1 pedaço pequeno de manga

1 peneira de boa qualidade (preferência em aço inox)

Modo de preparo

Pique a manga em pedaços pequenos. Passe pela peneira com o auxílio de uma colher. Certifique de que não deixou nenhum pedaço maior, e sirva

Observação:

O uso da peneira é apenas preventivo. Não costumamos usar esse utensílio nas papinhas.

Mas como estamos falando das primeiras papinhas, e isso pode incluir bebês que iniciam aos 4 meses, é importante ter bastante cuidado.

A peneira vai comprometer as fibras da manga, porém você pode optar por oferecer essa papinha, somente uma vez por semana 😉

São dicas como esta que nós colocamos no Manual das Papinhas, juntamente com 100 receitas práticas e super nutritivas.

3 – Papinha de Mamão com Laranja

Ingredientes

¼ da metade de um mamão

½ laranja pequena e lima

Modo de Preparo

Retire todas as sementes da laranja.

Esprema-a em cima do mamão e amasse com o garfo.

Não passe o caldo da laranja pelo coador, deixe cair os bagacinhos.

Certifique de que não deixou nenhum pedaço maior, e sirva.

4 – Papinha de banana nanica com aveia

Ingredientes

⅓ de uma banana

1 colher de café rasa de aveia em pó

Modo de preparo

Misture a banana com aveia, amasse com o garfo. Certifique de que não deixou nenhum pedaço maior, e sirva.

5 – Papinha de pera, ameixa e banana

Ingredientes

1 pera pequena e madura

2 ameixas sem caroços

1 pitada de erva doce

¼ de uma banana nanica bem madura

Água filtrada suficiente para cobrir uma pera.

Modo de preparo

Coloque a água filtrada numa panela com as duas ameixas sem caroços, mais a pitada de erva doce.

Leve ao fogo, tampe e espere a água ferver.

Divida a pera ao meio, e coloque na água que começou a ferver.

Coloque somente a metade da pera, com a polpa viradinha para baixo na panela.

Tampe novamente e ferva por mais 5 minutos em fogo alto, ou até perceber que a pera está bem molinha.

Depois que a pera estiver fervida, espere esfriar um pouco, raspe a polpa com uma colher e misture uma pontinha bem pequena de um banana nanica bem madura.

A banana ajudará a dar um pouco mais de sabor à papinha.

Amasse com o garfo.

Certifique de que não deixou nenhum pedaço maior, e sirva.

6 – Papinha maçã, mamão e leite (fórmula ou materno)

Ingredientes

1 maçã pequena inteira

¼ da metade de um mamão

1 colher de sopa rasa de leite de fórmula que seu bebê já toma ou 1 colher de sopa de leite materno

Modo de preparo

Primeiro você vai cozinhar a maçã.

Para cozinhar, primeiro retire o miolo da maçã, sem cortá-la ao meio com o auxílio de uma faca.

Coloque água filtrada na panela na quantidade que fique um pouco abaixo da metade da maçã.

Espere ferver, coloque a maçã com casca, tampe a panela e espere cozinhar por cerca de 15 minutos.

Retire a maçã da panela e vai retirando a casca com a ajuda de um garfo. A casca sairá bem facilmente.

Agora só com a polpa da maça, junte a colher de sopa rasa do leite em pó (fórmula de uso habitual de seu bebê), ou o leite materno, o mamão e amasse tudo com o garfo.

Certifique de que não deixou nenhum pedaço maior, e sirva.

Observação:

Coloque o pó do leite em pó puro, e não o leite preparado com água, dessa forma fica muito mais saboroso 😉

Não se engane:

Não ofereça para seu filho, fórmulas que dizem possuir zero açucar, mas possuem maltodextrina em sua composição.

Maltodextrina é um tipo de açucar, igual ou ainda pior que o açucar branco.

7 – Papinha de maçã, ameixa e leite de coco caseiro

Ingredientes

1 maçã pequena inteira

2 ameixas sem caroços

1 colher de sopa de leite de coco

Modo de preparo

Proceda com a maçã, do mesmo modo da receita acima.

Cozinhe as ameixas na mesma água, junto com a maça.

Depois de pronta a maçã, acrescente o leite de coco caseiro, amasse e misture com o garfo.

As ameixas irão apenas ter suas propriedades absorvidas pela maçã durante o cozimento.

Certifique de que não deixou nenhum pedaço maior, e sirva.

O que os Médicos e Nutricionistas recomendam?

Manual das Papinhas é o livro sobre papinhas mais lido do brasil, e é frequentemente recomendado e utilizado por médicas e nutricionistas.

O Manual das Papinhas é uma leitura rápida e prática, traz informações relevantes capazes de mudar a saúde dos nossos pimpolhos. E mesmo quem não sabe cozinhar, pode embarcar nessa! Super recomendo!

Dra. Marina Nunes Machado

O_Manual_das_Papinhas_3ª_edicao

No Manual você encontra 100 receitas de papinhas super saudáveis e fáceis de preparar e muitas dicas incríveis, que vão te ajudar a evitar os principais erros que a maioria comete nesta fase.

Conheça o Manual das Papinhas e garanta uma perfeita introdução alimentar para seu bebê.


4 Comentários

  1. FERNANDA

    Tenho uma bebê de 9 meses e estamos com dificuldades dela comer pedaços. Qualquer papinha que fazemos se tiver 1 pedacinho se quer ela rejeita, preciso fazer a papinha e deixar ela homogênea. Algum problema com relação a isso? E o que pode ser feito?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.