Papinhas para bebês, o guia completo de introdução alimentar (com receitas passo a passo)

Papinhas para bebês, o guia completo de introdução alimentar (com receitas passo a passo)

A alimentação é nossa principal fonte de energia e precisamos dela para realizarmos todas nossas atividades.

Para os bebês isso não é diferente, por isso, nada melhor do que iniciar a introdução alimentar, sabendo tudo sobre o assunto, descobrindo e aprendendo deliciosas receitas de papinhas para bebês!

Um bebê saudável depende, principalmente, da boa alimentação que é dada a ele, tanto na fase de amamentação, quanto na introdução alimentar.

A mamãe e o papai agora vão precisar saber tudo sobre papinhas, quais são os melhores alimentos, os utensílios mais indicados e tudo o que pode (ou não pode) oferecer ao bebê nessa fase tão gostosa.

Aqui está o guia completo da introdução alimentar, incluindo várias receitas deliciosas de papinhas para bebês. Comece essa linda fase com muito sabor e qualidade nutricional.

Gestação, amamentação e o período de introdução alimentar com papinhas para bebês

A alimentação do bebê já começa no período de gestação.

Através do cordão umbilical o bebê é alimentado com a mesma dieta feita pela mamãe. Por isso é importante que a mamãe tenha bons hábitos alimentares para que o bebê receba todos os nutrientes necessários neste período.

Quando chega o grande dia de dar à luz, seja através do parto normal ou cesária, é muito importante que se tenha um tratamento humanizado, respeitando o momento entre mãe e filho para que o bebê tenha toda a atenção possível.

É nesse momento que a amamentação deve ser iniciada. A mamada nos primeiros minutos é fundamental para criar mais vínculo entre a mãe e o bebê, prolongando assim o tempo de amamentação.

Quando começar a introduzir alimentos na dieta do bebê?

O bebê deve ser alimentado somente com leite materno até os 6 meses de idade. A partir daí o bebê está pronto para experimentar novos sabores.

Este é o período de conhecer o mundo das papinhas para bebês.

Oferecer o primeiro tipo de alimento em forma de papa é o mais aconselhável para levar o bebê a experimentar as delícias dos alimentos sólidos.

O primeiro alimento diário do bebê deve ser oferecido logo pela manhã.

Após 2 ou 3 horas da primeira mamada do dia, é hora de oferecer uma papinha de fruta.

Lembrando que a amamentação não pode parar quando se inicia a introdução alimentar. O bebê precisa e deve continuar mamando.

Inicialmente essa fase pode ser um pouco complicada. A boa alimentação da mamãe no período de amamentação pode facilitar o processo de introdução alimentar. Porém é normal alguns bebês apresentarem certa resistência durante esta mudança.

Como nos primeiros meses do bebê a presença da mãe é maior que a do pai em certas ocasiões, uma dica muito importante para os pais é passar tranquilidade e cultivar a paciência junto com a mamãe, para que esta fase inicial possa fluir da melhor forma possível.

Os melhores alimentos para preparar as papinhas dos bebês

Deve-se iniciar com o que há de mais saudável e saboroso, como é o caso das frutas, por exemplo.

Frutas bem amassadinhas são altamente recomendáveis e gostosas. Não há restrição para quais frutas possam ser oferecidas nas primeiras refeições. Porém, é importante que se tenha atenção na utilização de frutas com menor nível de acidez e optar por frutas que não prendam o intestino dos bebês.

As frutas por serem doces, podem facilitar no agrado ao paladar dos bebês.

Sempre escolha frutas bem fresquinhas, in natura e, de preferência da estação.

Também podemos oferecer legumes cozidos, bem amolecidos e amassados com garfo, na forma de papinha “salgada”.

Recomendável batata doce, abóbora, beterraba e cenoura por serem alimentos adocicados, eles podem facilitar bastante nas primeiras refeições.

Sempre ofereça água nos intervalos das refeições (em copinhos de preferência). A quantidade máxima recomendada é 100 ml por dia.

Dicas importantes:

  • As papinhas devem ser oferecidas em quantidades pequenas, de três a quatro colheres de chá por refeição.
  • As papinhas devem ser compostas por somente um alimento, de início.
  • Procure o pediatra, caso o bebê apresente qualquer tipo de reação alérgica.
  • Não utilize liquidificadores na preparação das papinhas para bebês. É recomendável que se amasse todos os alimentos com o garfo, para que tenha uma consistência cremosa, sempre mantendo alguns pedacinhos do alimento.
  • Ofereça ao bebê a maior variedade possível de alimentos, não faça escolhas baseadas somente em alimentos que o papai ou a mamãe gostam. Sendo assim, o bebê terá uma maior oportunidade de se tornar uma criança que se alimenta de tudo.
  • Para os bebês que não mamam no peito, deve-se aumentar a atenção aos valores nutricionais das papinhas. Nunca substitua papinhas por mamadeiras.
  • Do 7º ao 12º mês, o bebê amamentado deve receber de três à quatro refeições complementares diárias: duas papinhas principais ” salgadas” (almoço e jantar) e mais uma ou duas papinhas de frutas, (durante os lanchinhos da manhã e da tarde)

Alimentos não indicados para as papinhas dos bebês

Os alimentos que podemos utilizar são até fáceis de imaginar, mas quais não devemos oferecer?

É importante ressaltar que a dieta dos bebês deve ser somente de alimentos naturais e de preferência, orgânicos.

  • Nunca utilize açúcar ou mel na preparação das papinhas para bebês.
  • O leite de vaca também não é aconselhável e pode causar predisposição à anemia ferropriva e alergias nos bebês.

Ao contrário dos que muitos pensam, é possível temperar as papinhas nessa fase do bebê, mas claro que nada exagerado e sempre utilizando os naturais. Temperos como alho, cebola, orégano, cebolinhas, folhas de louro, azeite extra virgem e óleo de coco, podem ser utilizados para temperar papinhas para bebês.

  • Nunca utilize temperos como caldos prontos, ou quaisquer outros temperos industrializados na alimentação do bebê.
  • Não utilize sal nas primeiras papinhas de bebês.

Quais são os melhores utensílios para a introdução alimentar?

Não podemos errar de jeito nenhum no preparo das papinhas para bebês.

Conhecer os utensílios a serem usados na introdução alimentar dos pequenos é primordial.

Existe um componente chamado bisfenol-A que está presente nos plásticos e é representado pela sigla BPA.

Esta substância se solta do plástico quando é exposta a altas temperaturas e pode ser altamente tóxica, causando hiperatividade, puberdade precoce, entre outros problemas graves.

O melhor de tudo é procurar armazenar tudo em potes de vidro. Mas caso não possa, o certo a se fazer, é comprar utensílios de plástico que contam com o selo “BPA free” ou “Livre de BPA”.

Indicamos que utilize as panelas Royal Prestige para a preparação das papinhas, elas são feitas de aço cirúrgico reutilizável, este material não solta nenhum contaminante nos alimentos.

Para os demais utensílios da cozinha, procure sempre utilizar produtos de silicone. Este material é muito resistente ao calor, não arranha as panelas e nem passa gosto para o alimento. inclusive, um talher de silicone é muito recomendável por não machucar a boca do bebê.

Higienização de alimentos, potes e demais utensílios

Esta é uma dúvida muito comum para os pais de primeira viagem.

A primeira coisa a se fazer é lavar bem as mãos antes do preparo do alimento.

É muito importante também a limpeza do local onde irá preparar as papinhas para bebês dentre outros alimentos.

O ideal seria a preparação de uma refeição por vez, pelo fato da limpeza ser mais constante e não proliferar nenhuma bactéria.

Mas sabemos que muitos pais não têm tempo de cozinhar a todo momento e precisam armazenar em potinhos para outros horários.

As frutas, verduras e legumes precisam de atenção especial. Se não estiver utilizando orgânicos, procure lavá-los bem em água corrente e depois retirar o agrotóxico das cascas com solução de iodo.

Sempre utilizar alimentos frescos para a preparação das papinhas. Frutas frescas e in natura fornecem muito mais nutrientes aos bebês.

Nestes casos é importante também a higienização correta dos potes com água corrente e sabão. Ser bastante atento a limpeza para que não fique restos de alimento. Dê preferência sempre aos materiais com o selo BPA free ou potes e recipientes de vidro.

Como organizar as papinhas dos bebês?

Para manter tudo organizado e não se atrapalhar, fique atento a estas dicas:

  • Papinhas de frutas e legumes podem ser congeladas por até 6 meses.
  • Papinhas que contém carne, mantenha congeladas por no máximo 2 meses.
  • Cole etiquetas nos potinhos identificando as datas do congelamento e os  ingredientes que foram utilizados
  • Na hora de descongelar, retire do freezer e coloque na geladeira por pelo menos 4 horas antes de servir.
  • Não confunda freezer com congelador. Nunca congele no congelador. Observe se seu refrigerador tem a porta separada, refrigeradores de uma porta inteira não possuem freezer.
  • Nunca utilize microondas para descongelar papinhas, aliás nunca utilize o microondas pra nada. Se possível,  não possua um microondas.
  • Prepare as papinhas para bebês sempre na quantidade mais exata possível. Nunca se deve congelar o mesmo alimento por duas vezes, despreze sempre as sobras.

Como os pais devem agir na introdução alimentar do bebê

Já aprendemos um pouco sobre a nova fase do bebê onde ele conhecerá novos sabores.

Já sabemos quando e como  iniciar o processo de introdução alimentar. E agora? Como pais, como devemos nos comportar nesta nova fase do desenvolvimento de nossos bebês?

Tudo se torna muito prazeroso e simples, quando fazemos com dedicação e amor.

A fase da introdução alimentar dos bebês pode e deve ser muito prazerosa e divertida! Devemos nos atentar a forma como lidamos com essa nova fase, afinal sabemos que nós aprendemos muito mais com os filhos do que ensinamos.

A influência dos pais na alimentação do bebê

Como já abordamos nesse artigo, o bom hábito de alimentação dos pais influencia na introdução alimentar e isso acontece desde a gestação.

Como tem sido os hábitos alimentares de toda a família? Se você não tem o costume de se alimentar saudavelmente, este é, sem dúvida, o momento de repensar seus hábitos.

Se você não tem um olhar saudável para as suas refeições, como poderá ajudar seu filho a desenvolver bons hábitos alimentares?

É nesta fase que os bebês começam a criar seus hábitos e formar seu intelecto.

Sempre ofereça uma variedade de alimentos, e aproveite esta fase para também experimentar novas refeições, novas frutas. Você estará, com toda certeza, contribuindo para que seu filho tenha uma excelente qualidade de vida e se torne um adulto saudável.

Mantenha uma rotina alimentar bem definida.

A rotina faz parte desse processo e é muito benéfica.

Almoçar em família e sempre sentar à mesa para se alimentar é primordial.

Dica importante: Nunca ofereça comida como recompensa. Alimentos não podem ser paliativos para recompensas nem conquistas. Eles servem para nutrir!

Aprenda 5 receitas deliciosas de papinhas para bebês

Aprenda 3 receitas de papinhas para bebês doces muito simples de preparar, fácil de achar os ingredientes e muito saborosas.

Papinha de papinha de mamão com banana:

  • ¼ de mamão
  • 1/3 de uma banana nanica

Modo de preparo: Amasse bem com garfo (nunca no liquidificador) e sirva.

Receita de papinha de abacate com atemoia:

  • ¼ de um abacate pequeno
  • 1 colher de sopa de atemoia

Modo de preparo: Retire as sementes da atemoia, misture bem com o abacate até ficar uma papinha bem cremosa e sirva.

Receita de papinha de abacate, banana e leite de coco caseiro:

  • ¼ de abacate
  • ½ banana nanica
  • 2 colheres de sopa de leite de coco caseiro

Modo de preparo: Amasse tudo com o garfo até ficar um creme consistente, mas que mantenha alguns pedacinhos.

Dica interessante: caso o bebê estranhe o leite de coco caseiro, utilize o leite materno, caso ainda esteja amamentando.

Maravilhosas receitas salgadas para introdução alimentar do bebê:

Receita de papinha de carne, abóbora, batata e couve:

  • 1 colher de sobremesa de óleo de coco
  • 1 colher de chá de cebola picada
  • 2 colheres de sopa de carne moída
  • 1 batata pequena cortada em cubos pequenos
  • 2 colheres de sopa de abóbora cortada em cubos pequenos
  • 2 colheres de sopa de couve picada

Modo de preparo: Aqueça o óleo de coco em uma panela e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente em seguida a batata e a abóbora. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a couve e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

Receita de Papinha de frango, mandioquinha, beterraba e escarola:

  • 1 colher de sobremesa de óleo de coco
  • 1 colher de chá de cebola picada
  • 2 colheres de sopa de frango cortado em cubos pequenos
  • 1 mandioquinha pequena cortada em cubos
  • ½ beterraba pequena cortada em cubos
  • 2 colheres (de sopa) de escarola picada

Modo de preparo: Aqueça o óleo de coco em uma panela e refogue a cebola e o frango. Em seguida acrescente a mandioquinha e a beterraba. Cubra com água. Tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a escarola e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com um garfo e sirva.

Atenção

Na hora de fazer as papinhas para bebês, muitos outros detalhes são super importantes.

Se você não quer correr riscos com seu bebê, aconselhamos que conheça o Manual das Papinhas, onde, além de ter acesso a 100 receitas práticas, você vai aprender todos os detalhes para garantir uma introdução alimentar super segura e nutritiva.

O_Manual_das_Papinhas_3ª_edicao

Conheça o Manual das Papinhas e garanta uma introdução alimentar super segura e nutritiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.