12 dicas para introdução alimentar do bebê

Tempo de leitura: 3 minutos

A partir dos seis meses, o leite materno passa a não ser o suficiente para suprir as necessidades nutricionais do bebê e aí entra em cena uma etapa muito importante: a introdução alimentar.

A introdução alimentar é um período complicado para muitas mães, principalmente as de primeira viagem.

Dúvidas sobre como montar o cardápio, o que pode ou não ser dado ao bebê e como tornar essa etapa mais simples são comuns.

Para ajudar as mães que estão vivenciando essa etapa, preparamos um texto com 12 dicas para a introdução alimentar do bebê. Prontas?

Comece com as frutas

No momento da introdução alimentar, ofereça diferentes opções de frutas, pois muitas são ricas em fibras, tem diversas vitaminas e bastante água.

Amasse as frutas na hora da papinha

Os bebês precisam aprender a mastigar, por isso, na hora da papinha, amasse com um garfo e não bata no liquidificador.

Escolhas frutas que tenham a consistência pastosa

Para facilitar que os bebês aceitem bem a papinha, priorize frutas como banana, mamão e abacate, que tem consistência mais pastosa, semelhante a uma papa.

Misture as frutas com a fórmula do bebê

Algumas crianças tem mais resistência em comer frutas. Uma boa saída é misturar as frutas na fórmula, preparando uma papinha de frutas.

Não adoce a papinha

Para os bebês que estão iniciando a introdução alimentar, é fundamental que as papinhas nunca sejam adoçadas. Não coloque mel ou açúcar.

Cuidados com as frutas alergênicas

No momento da introdução alimentar, evite alimentos como o kiwi e o morango, pois eles têm potencial para causar alergias. Inclua-os no cardápio do bebê apenas depois do primeiro ano.

Ofereça a maçã e pera apenas depois do primeiro ano

Frutas como a maçã e a pera podem fazer o bebê engasgar com facilidade. Por isso, ofereça-as apenas depois do primeiro ano, raspadas ou picadinhas.

Não ofereça sucos ao bebê

Os sucos, mesmo os preparados em casa, contêm grandes quantidades de açúcares e poucas fibras, o que pode contribuir para que os bebês fiquem obesos.

Dê bastante água

Embora as frutas tenham água, é importante que o bebê beba água para que se mantenham hidratado.

Amasse os legumes para as papinhas salgadas

Quando começar a fornecer papinhas salgadas a seu filho, não use o liquidificador para preparar as papinhas. Prefira amassar os legumes.

Fique atenta às quantidades certas de papinhas

No momento da introdução alimentar, tome cuidado com a quantidade de papinhas que dará ao bebê. Respeite a quantidade de acordo com a idade da criança.

Tenha paciência

A introdução alimentar não é um período tranquilo, e algumas crianças podem dar mais trabalho do que outras. Por isso, é importante ter paciência nesse momento, e insistir mesmo que a criança relute.

Informações indispensáveis para o preparo de papinhas

Para garantir uma introdução alimentar segura e nutritiva, alguns outros detalhes são super importantes:

  • A escolha de uma panela que não libere metais pesados
  • A utilização de potes livres de contaminantes
  • A forma correta de armazenar as papinhas
  • O congelamento e descongelamento correto, para preservar os nutrientes
  • Os temperos corretos
  • A higienização e remoção dos agrotóxicos

Se você não quer correr riscos com seu bebê, aconselhamos que conheça o Manual das Papinhas, onde, além de ter acesso a 100 receitas práticas, você vai aprender todos os detalhes para garantir uma introdução alimentar super segura e nutritiva.

O_Manual_das_Papinhas_3ª_edicao

Acesse o Manual das Papinhas e garanta a saúde do seu bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.